FÓRUM Inovar na Construção
Construção civil,  aquecimento, águas sanitárias, ventilação, revestimentos, isolamento térmico, caixilharias, arquitectura, legislação, e MUITO MAIS.
Participe com a sua experiência ou o seu caso.Participe com disciplina e numa abordagem esclarecedora. Lembre-se que alguém que ajuda hoje o poderá ajudar amanhã.Se tiver alguma dificuldade no seu registo por favor contacte-nos em geral@foruminovarnaconstrucao.ptFÓRUM Inovar na Construção - Registe-se...Veja as novidades mais recentes em www.inovarnaconstrucao.pt

Dúvidas sobre reboco térmico?

REVESTE

  • Inovar
  • ****
    • Mensagens: 404
    • Concordo/Discordo: +1/-0
    • Sexo:Masculino
    • REVESTE - Revestimentos interiores e exteriores
Dúvidas sobre reboco térmico?

Utilizaremos este texto para esclarecer algumas abordagens que fomos lendo relativamente ao reboco térmico BORAMIT ÖKOTHERM, um pouco por aqui e por ali…


Um potencial cliente apresentava o reboco térmico BORAMIT ÖKOTHERM como a solução que estava a avaliar para renovação das paredes interiores de um quarto. Surgiu a seguinte observação por um técnico relativamente à solução apresentada:
Citar
“Sabe que depois do reboco “térmico”, haverá a necessidade de efetuar um barramento armado com uma argamassa própria, pois esse tipo de reboco não tem resistência mecânica suficiente e, só depois levar a pintura.”
O reboco térmico BORAMIT ÖKOTHERM, tem uma resistência à compressão de 1,6-3,0N/mm2/CS1. Produtos similares possuem valores substancialmente inferiores na ordem dos 1,0N/mm2. Por esse facto o reboco térmico BORAMIT ÖKOTHERM não necessita de qualquer barramento armado em espessuras mais baixas (<2cm) e, mesmo em espessuras mais elevadas (até 4,5cm) a necessidade de um barramento armado para aumentar a resistência mecânica, dependerá do local onde está a ser realizada a aplicação e da resistência mecânica expetável.


E continuava ainda o referido técnico:
“Não me parece boa opção aplicar esse tipo de rebocos pelo interior, porque decidiu dessa forma? Além da questão térmica tem problemas de salitres para resolver?”
Levantou o técnico dois aspetos que efetivamente estão entre as vantagens do reboco térmico BORAMIT ÖKOTHERM: a questão térmica e a resistência à proliferação bacteriológica.

O reboco térmico BORAMIT ÖKOTHERM possui uma condutibilidade térmica de 0,048W/(mK), o que na prática significa que adicionando 1,5cm de reboco térmico BORAMIT ÖKOTHERM a uma parede simples (<0,20m), reduz as perdas energética no local mais de 29%. Em parede dupla, a redução é de 22%.

Fica a questão: são valores de desprezar quando se fala de reabilitação?
É preferível utilizar um reboco normal e simplesmente ignorar a poupança energética?


Relativamente a algumas patologias interiores, relacionadas muitas vezes pelo excesso de vapor de água, o reboco térmico BORAMIT ÖKOTHERM também neste aspeto apresenta vantagens relativamente a produtos concorrentes.


O reboco térmico BORAMIT ÖKOTHERM é constituído por cimento, vidro expandido, perlite e boro. Devido aos componentes utilizados existe uma efetiva resistência à proliferação bacteriológica não apenas pelos valores de pH 11-13, mas também pela utilização do boro, um semimetal, que não é decomposto por microrganismos além de ser resistente ao fogo até 1100°C, o que em isolamento pelo interior se torna importante. A constituição totalmente natural do reboco térmico BORAMIT ÖKOTHERM é também importante na regulação dos valores de humidade devido às suas características reguladoras.


Continuando:
“…normalmente tem de deixar curar esse reboco umas duas semanas, antes de dar o tal acabamento final. Para isso servir de alguma coisa terá de aplicar o reboco com alguma espessura, pelo menos uns 40mm…”
O reboco térmico BORAMIT ÖKOTHERM precisa efetivamente de pelo menos 14 dias para estarem à partida reunidas as condições para pintura (mineral, silicatos ou silicónica) ou aplicação de um revestimento final. O essencial é aplicar uma pintura/revestimento com boa permeabilidade ao vapor de água.

É um facto que mais espessura proporciona melhor isolamento térmico, mas nem sempre é possível, pelos mais diversos constrangimentos, aplicar espessuras elevadas. Simplesmente existe o erro de ignorar os valores que podem ser alcançados, com espessura de por exemplo 2cm. Numa parede simples sem isolamento (U=1,39 W/(m2.°C) a simples adição de 2cm de reboco térmico BORAMIT ÖKOTHERM (U=1,39 W/(m2.°C) )reduz as perdas energéticas em mais de 35%.

Mais uma questão levantada:
“Este reboco térmico Boramit, não é demasiado granulado para ficar como acabamento direto e levar somente uma pintura?”
Não. O reboco térmico BORAMIT ÖKOTHERM permite um acabamento que permite uma pintura direta.




O potencial cliente argumentava:
“Ainda estou a estudar o assunto, mas não me parece que vá necessitar de 40mm uma vez que só desejo revestir/reparar as paredes. O “verdadeiro” isolamento será o sistema ETICS pelo exterior”
Uma excelente decisão. Pretendendo reparar as paredes interiores, porque não usar o reboco térmico BORAMIT ÖKOTHERM, substituindo o reboco tradicional?

Mais isolamento térmico  |  Isolamento acústico  |  Resistente ao fogo
Regulação natural da humidade | Resistente à proliferação bacteriológica


Uma decisão sábia :)


Ainda numa solução de isolamento pelo interior é importante muitas vezes tentar corrigir pontes térmicas, que em solução ditas tradicionais de isolamento pelo interior não é realizado ou de difícil implementação. Também aqui o reboco térmico permite corrigir as pontes térmicas com mais facilidade e menores custos.


www.boramit.pt
« Última modificação: 18 Janeiro 2020, 14:18 por REVESTE »
REVESTE - Revestimentos interiores e exteriores
www.reveste.pt