FÓRUM Inovar na Construção
Construção civil,  aquecimento, águas sanitárias, ventilação, revestimentos, isolamento térmico, caixilharias, arquitectura, legislação, e MUITO MAIS.
Participe com a sua experiência ou o seu caso.Participe com disciplina e numa abordagem esclarecedora. Lembre-se que alguém que ajuda hoje o poderá ajudar amanhã.Se tiver alguma dificuldade no seu registo por favor contacte-nos em geral@foruminovarnaconstrucao.ptFÓRUM Inovar na Construção - Registe-se...Veja as novidades mais recentes em www.inovarnaconstrucao.pt

Reboco térmico

REVESTE

  • Inovar
  • ****
    • Mensagens: 404
    • Concordo/Discordo: +1/-0
    • Sexo:Masculino
    • REVESTE - Revestimentos interiores e exteriores
Reboco térmico

As questões de isolamento térmico são das mais pertinentes seja em obra nova ou em remodelações/recuperações.

Se na obra nova o projetista tem que idealizar uma solução que compatibilize a estrutura com a solução a utilizar na envolvente opaca (onde existe o isolamento térmico), em obras de remodelações/recuperações surgem cenários com os quais é preciso lidar nomeadamente constrangimentos que existem, sejam eles arquitetónicos, sejam legislativos ou mesmo de carater puramente técnico.


O que é o reboco térmico?
As argamassas utilizadas para reboco térmico possuem propriedades melhoradas nas caraterísticas térmicas, através da adição de componentes ou agregados que lhe conferem melhores propriedades.


Atualmente no mercado existem diversas alternativas que incluem agregados em esferas de EPS ou cortiça e, alternativas que incluem componentes especiais tais como esferas de vidro expandido, perlite, aerogel, etc.

Baixa densidade – mais leves
As argamassas de isolamento térmico (reboco térmico) possuem menor densidade do que uma argamassa normal (1300Kg/m3). Devido aos agregados e/ou componentes adicionados, facilmente se encontram rebocos térmicos com densidades na ordem dos 600Kg/m3.
Nota: densidades aparentes da argamassa seca, com base no seu volume.


Facilmente compreendemos que devido aos agregados e/ou componentes especiais que se caraterizam por serem materiais de elevada porosidade, daí se obtêm soluções de menor peso. Por exemplos nas esferas de EPS, 98% é ar.

Condutibilidade térmica
Os rebocos térmicos geralmente têm por base cal ou cimento e que por si só são materiais minerais e permeáveis. Com a adição de agregados e/ou outros componentes obtêm-se diversos tipos de condutibilidades.  DIN EN 998-1 diz que um reboco térmico deverá ter uma condutibilidade (λ) inferior a 0,2 W/mK.

Valores exemplos de condutibilidades térmicas para rebocos térmicos:
- Reboco térmico com perlite, esferas de vidro: a partir de 0,070 W/mK..
- Reboco térmico com perlite, esferas de vidro, EPS, cortiça: a partir de 0,050W/mK.
- Reboco térmico com perlite, esferas de vidro, aerogel: a partir de 0,035W/mK.
- Reboco térmico com aerogel: a partir de 0,028W/mK.
Nota: os valores foram retirados das fichas técnicas dos fabricantes.


Uma argamassa normal terá uma condutibilidade (λ) entre os 0,7 W/mK e os 1,3W/mK.

Comportamento ao fogo
Dependendo do tipo de agregados e/ou componentes adicionados os rebocos térmicos podem ter classificações de A1 (não inflamável), A2 (não inflamável, com baixo teor de componente orgânicos) e B1 (pouco inflamável).

Aplicações típicas
Os rebocos térmicos podem ser aplicados por meios mecânicos ou manualmente como qualquer argamassa.


Dependendo do tipo de solução o reboco térmico pode ser aplicado em camadas de até 4cm, armadas com rede em fibra de vidro ou não. Este procedimento deve sempre respeitar as instruções do fornecedor.

O reboco térmico apresenta-se como uma alternativa viável principalmente em situações de remodelações, seja como uma argamassa de preenchimento de locais de correção, seja com alguns centímetros como solução para melhoria térmica.

Isolamento interior e exterior
O reboco térmico tanto pode ser utilizado no interior como no exterior. Sendo soluções tipicamente com boa permeabilidade ao vapor de água e de alguma capilaridade, no interior, funcionam como regulador de humidade, dispensando a utilização de barreira de vapor. Dever-se-ão sempre seguir as indicações de utilização referidas pelos fabricantes.

Melhoria térmica?
Em qualquer edifício sem isolamento térmico, quando em situação de remodelação, deverá ser avaliada a mais valia da utilização de um reboco térmico mais caro do que uma argamassa dita normal.


Iremos fazer um pequeno exercício para tentar compreender as diferenças quantificáveis. Vamos partir de 2 exemplos sem isolamento, um com parede simples de alvenaria e outro com parede dupla de alvenaria. O objetivo será entender a mais valia (ou não!) dum reboco térmico, já que estaremos a falar de espessuras de 1-2cm. Sendo espessuras maiores facilmente se compreende que a melhoria térmica será evidente, mas existirão provavelmente outras soluções economicamente mais atraentes.

No nosso exemplo vamos supor uma espessura constante de 1,5cm para o reboco normal e térmico.



No exemplo da parede simples de alvenaria obtém-se uma melhoria térmica de 29,50€ e um período de retorno do investimento, de 4,17 anos. Na prática seria menos tempo já que as melhorias térmicas seriam também quantificáveis nos restantes meses do ano e no nosso exemplo apenas considerámos 5 meses de aquecimento (inverno)



No caso da parede dupla de alvenaria o período de retorno é maior, sendo de 8,13 anos, derivada de uma melhoria térmica de 21,88%. Também neste exemplo o período de retorno seria menor pela mesma razão apresentada anteriormente.

Conclusão
O reboco térmico como substituo do reboco normal apresenta nas situações simuladas uma vantagem térmica entre 22% e 29,5% para espessuras média de 1,5cm, com um período de amortização entre 4 e 8 anos.



Cabe agora aos decisores, projetistas, clientes finais, etc., implementarem soluções que promovam a eficiência energética.



REVESTE - Revestimentos interiores e exteriores
www.reveste.pt


Schlüter-Portugal

  • Inovar
  • ****
    • Mensagens: 2.044
    • Concordo/Discordo: +14/-0
    • Schlüter Portugal
Também tem betonilhas termicas?
Orange: the original!


REVESTE

  • Inovar
  • ****
    • Mensagens: 404
    • Concordo/Discordo: +1/-0
    • Sexo:Masculino
    • REVESTE - Revestimentos interiores e exteriores

REVESTE

  • Inovar
  • ****
    • Mensagens: 404
    • Concordo/Discordo: +1/-0
    • Sexo:Masculino
    • REVESTE - Revestimentos interiores e exteriores
Um pequeno vídeo num exemplo aplicação do reboco térmico BORAMIT ÖKOTHERM.
Podemos ver com facilidade não apenas a facilidade de aplicação, como a aderência do material e a excelente praticabilidade.

REVESTE - Revestimentos interiores e exteriores
www.reveste.pt


REVESTE

  • Inovar
  • ****
    • Mensagens: 404
    • Concordo/Discordo: +1/-0
    • Sexo:Masculino
    • REVESTE - Revestimentos interiores e exteriores
REBOCO TÉRMICO BORAMIT ÖKOTHERM
Projecto executado em Felgueiras pela empresa ALTERNATEK em recuperação de edifício.

* Isolamento térmico (λ=0,048 W/(m.°C))
* Isolamento acústico (18dB, 3cm, 500Hz)
* Resistente ao fogo (Classe A1)
* Espessura de 1cm a 4,5cm.
www.boramit.pt




REVESTE - Revestimentos interiores e exteriores
www.reveste.pt